ATF

Untitled Document ASSOCIAÇÃO DE TERAPIA DE FAMÍLIA DO RIO DE JANEIRO

ATF-RJ

A ATF-RJ foi fundada em 1995. Seus associados são automaticamente filiados a ABRATEF – Associação Brasileira de Terapia Familiar e têm acesso as informações enviadas pelos institutos formadores em Terapia de Casal e Família e participam de eventos promovidos pela ATF-RJ em diversas cidades do nosso Estado, entre os quais: Jornadas, Encontros, Simpósios e Congressos.

A ATF-RJ é uma entidade civil estadual sem fins lucrativos e sem intuito político que unifica profissionais de áreas diversas, como Psicologia, Serviço Social, Medicina, Pedagogia, Fonoaudiologia, dentre outras, com Formação em Terapia de Casal e Família. A cada dois anos elege uma diretoria que organiza e administra a associação.

Essa associação não tem um caráter assistencial. Os Institutos Formadores de Terapia Familiar, por ela recomendados, são aqueles, cujos profissionais-professores são membros associados da categoria titular. Cada instituto, além de contribuir para a formação daquele que quer se especializar em Terapia Familiar, tem sua clínica social, que presta serviços à população em geral.

Atendendo à demanda dos associados, a ATF-RJ se propôs a auxiliar na capacitação de profissionais interessados no atendimento voluntário à população em situações de crise decorrentes de tragédias naturais e/ou provocadas.  Esse caráter assistencial voluntário começou de maneira espontânea quando ocorreu o deslizamento do Morro do Bumba em NIterói, em 2010.  E, se fortaleceu no atendimento às famílias atingidas pela tragédia das chuvas na região Serrana no Rio de Janeiro em 2011 e também pelas famílias atingidas pelo massacre acontecido na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, RJ, neste mesmo ano.

Nos eventos científicos organizados pela ATF-RJ ao longo do ano, e que são divulgados na mídia em geral, seus associados têm a oportunidade de mostrar seus trabalhos e discutir casos clínicos com seus pares. Esses eventos são abertos para profissionais e estudantes da área de saúde e educação.

Ao tornar-se um ASSOCIADO da ATF-RJ se tem a oportunidade de aprimorar cada vez mais seus conhecimentos e estar na rede que congrega profissionais conceituados no campo da terapia de família do Brasil.

Além desta vantagem inicial, a ATF-RJ visa promover outras vantagens para seus associados:

Intercâmbio de experiências profissionais em encontros para discussão de casos clínicos, idéias, temas e trabalhos realizados;

Divulgação de eventos, cursos, notícias sobre a terapia de família e temas de interesse dos associados, através da nossa mala direta postal e eletrônica e do nosso site;

Incentivo à publicação de trabalhos científicos, monografias, teses, artigos, palestras ou textos através da parceria com uma Editora;

Participação no Caderno Associados Titulares, Aspirantes e Colaboradores da ATF-RJ, ampliando a rede de contatos profissionais;

Descontos especiais nos Congressos Brasileiros de Terapia Familiar da ABRATEF, nos eventos promovidos pelas regionais afiliadas e pelos institutos de formação em terapia de família do RJ;

Abertura de um espaço para apresentação de trabalhos científicos em eventos promovidos pela ATF-RJ e demais regionais da ABRATEF.

INTRODUÇÃO DA HISTÓRIA DA ATF-RJ - 2010– Cynthia Ladvocat

As origens da Terapia de Família no Rio de Janeiro podem ser reconstruídas pelas informações sobre os Institutos Formadores e pelos depoimentos dos pioneiros em terapia familiar, que atuavam antes da fundação da ABRATEF, conforme foi definido pela comissão de história do CDC da ABRATEF. Na relação dos pioneiros, infelizmente muitos não foram localizados ou por alguma razão não se dispuseram a fornecer suas histórias. Apenas quatro deles não são filiados a ATF-RJ. A relação dos Institutos Formadores desde 1978, contou com a colaboração dos seus diretores quanto ao ano de sua fundação e dados sobre a 1ª turma do curso de formação.

No Rio de Janeiro podemos supor que o movimento de terapia familiar começou logo no início dos anos 70. Portanto temos cerca de 50 anos de trajetória. Mas como remontar essas origens? Na leitura dos depoimentos dos pioneiros verificamos que a primeira geração trouxe para o Brasil os estudos aprendidos fora do país, em geral nos Estados Unidos. Na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), um grupo de profissionais lançou em 1978 a primeira turma de formação em terapia familiar no Instituto de Psiquiatria (IPUB). Em 1973 na PUC-Rio Lucia Ripper, recém chegada dos Estados Unidos, organizou no Instituto de Psicologia Aplicada (IPA) seminários para os professores interessados em Terapia Familiar. Iniciou a cadeira de Teoria e Técnica Psicoterápica, onde ministrava aulas sobre Terapia de Família e estruturou uma equipe de estágio, muito concorrido na época. Em 1980, o CEFAC foi fundado por Lucia Ripper, Gladis Brun e Ana Maria Hoette a primeira instituição privada de terapia familiar, que contava com a colaboração de Terezinha Féres-Carneiro, Antonio Celso, Vicky Roitman e Ary Band. Alguns profissionais estrangeiros, como Nicolo, Andolfi, Sluski. Loketec, Glacerman e Ravazzola vinham de seus países para seminários no CEFAC, com sede na Urca. A seguir foram fundados o ITF-RJ e a Núcleo Pesquisas. A história continua, mas leia mais a frente para mais informações sobre os PIONEIROS e os INSTITUTOS FORMADORES.

A Associação de Terapia Familiar do Rio de Janeiro foi fundada 15 de março de 1995 e teve em suas diretorias sempre um grande número de titulares empenhados e comprometidos:

  • Biênio 1995-1998: Sede no ITF-RJ

Presidente: Teresa Cristina Chagas Diniz

Vice-Presidente: Lia Baptista Carvalho

  • Biênio 1998-2000: Sede no Cefai

Presidente: Berenice Fialho Moreira

Vice-Presidente: Teresa Cristina Diniz

  • Biênio 2000-2002: Sede no Delphos

Presidente: Maria Cecília Veluk Baptista

Vice-Presidente: Cynthia Ladvocat

  • Biênio 2002-2004: Sede na Terra dos Homens

Presidente: Cynthia Ladvocat

Vice-Presidente: Ana Silvia Teixeira

  • Biênio 2004-2006: Sede Instituto Mosaico

Presidente: Cynthia Ladvocat

Vice-Presidente: Maria Cristina Milanez Werner

  • Biênio 2006-2008: Sede Instituto Mosaico

Presidente: Sonia Mendes

Vice-Presidente: Maria Cristina Milanez Werner

  • Biênio: 2008-2010: Sede Iphem

Presidente: Maria Cristina Milanez Werner

Vice-Presidente: Rosane Esquenazi

A ATF-RJ, através de sua comissão científica, organiza uma agenda de eventos na área de família. Foi sede da ABRATEF nos anos 1995-1998, e foi presidida por Teresa Cristina Chagas Diniz. Organizou sob a presidência de Lia Baptista Carvalho o III Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, em julho de 1998, no Hotel Intercontinental em São Conrado.

No ano 2002 organizou o V Encontro de Formadores, em Angra dos Reis e no ano 2007, o VIII Encontro de Formadores em Itaipava, na cidade de Petrópolis.

Nesse ano de 2010 a ATF-RJ congrega cerca de 300 associados. É novamente sede da diretoria executiva da ABRATEF e está organizando sob a presidência de Maria Cecília Veluk Baptista, o IX Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, em agosto na cidade de Búzios.

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário