Conscientização sobre o combate ao abuso e violência contra crianças

Nós, humanos, estamos nos dando conta do quanto a infância de nossa espécie tem sido negligenciada, a ponto de nesse século termos criado um dia de conscientização para proteção àqueles que são nossos sucessores nesse planeta.

A criança vítima de violência, seja ela de qualquer tipo, simboliza o descompromisso de cada ser humano com sua humanidade.

Desde a violência impetrada pelas políticas público-sociais em relação à saúde, acolhimento e educação do menor, que essa parte mais frágil da humanidade sofre, até aos maiores atos de desrespeitos e de agressões lhe são condicionados, em seu ambiente familiar, as crianças são o “bode expiatório” mais crucialmente exposto. Um simples ignorar sua presença frente a questões que lhe são impossíveis de entender sem explicação condizente ao seu dinamismo psíquico, até a sua exposição a atos de agressão explícita, muitos levando a sofrimento ritualístico e a morte, a criança representa “o objeto sacrificial” de um contexto dramático.

Os ditos civilizados do século XXI, nos assustamos ao constatar o quanto de perverso e criminoso há em cada um de nós. O mal não é a ausência do bem. O mal é o assassino, o criminoso, o perverso-psicopata que em cada ser humano está presente.

Para proteger os descendentes, de nossa e de suas partes obscuras, o melhor que a humanidade pode fazer é não ignorá-las, e sim, reconhecê-las e assim diferenciar-se de sua força brutal.  Conhecendo profundamente sua árvore familiar e sociocultural se pode construir a melhor qualificação do indivíduo, o ser não dividido, integrado, que em si equilibra os opostos que o constitui.

Penso, que só através desse trabalho filigranado, nossas crianças deixarão de ser a vala negra pela qual escorre a mente criminosa que cada humano porta, e que sem contenção criativa atua destruindo sua própria descendência.

Suely Engelhard

Psicóloga, Analista Junguiana e Terapeuta de Casal e Família, Membro da Diretoria da ATF-RJ e ATF-RN, Diretora do Instituto Formador CAAPSY.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *